quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

De "Marley e eu"...


Para um cão,você não precisa de carrões, de grandes casas ou roupas de marca. Símbolos de status não significavam nada para ele. Um graveto já está ótimo. Um cachorro não se importa se você é rico ou pobre, inteligente ou idiota, esperto ou burro. Um cão não julga os outros por sua cor, credo ou classe, mas por quem são por dentro. Dê seu coração a ele, e ele lhe dara o dele. É realmente muito simples, mas, mesmo assim, nós humanos, tão mais sábios e sofisticados, sempre tivemos problemas para descobrir o que realmente importa ou não. De quantas pessoas você pode falar isso? Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial? Quantas pessoas fazem você se sentir extraordinário?

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Observando...


 
Não é o que dizemos, mas como dizemos é que faz a diferença, e sabendo disso, podemos usar a observação para nos ajudar a descobrir a verdade sobre as pessoas em nossa volta.

Veja abaixo uma lista de atitudes, movimentos ou expressões que demonstram que a pessoa está mentindo:

- A pessoa fará pouco ou nenhum contato direto nos olhos.

- A expressão física será limitada, com poucos movimentos dos braços e das mãos, e quando esses movimentos ocorrem, eles parecem rígidos e mecânicos, além disso, as mãos, os braços e as pernas tendem a ficar encolhidos contra o corpo e a pessoa ocupa menos espaço.

- Uma ou ambas as mãos podem ser levadas ao rosto, a mão pode cobrir a boca, indicando que ela não acredita, ou está insegura no que está dizendo, também é improvável que a pessoa toque seu peito com um gesto de mão aberta.

- A fim de parecer mais tranqüila, a pessoa poderá se encolher um pouco.

- Não há sincronismo entre os gestos e as palavras.

- A cabeça se move de modo mecânico.

- Ocorre o movimento de distanciamento da pessoa para longe de seu acusador, possivelmente em direção à saída.

- A pessoa que mente reluta em se defrontar com seu acusador e pode virar sua cabeça ou posicionar seu corpo para o lado oposto.

- O corpo ficará encolhido, é improvável que permaneça ereto.

- Haverá pouco ou nenhum contato físico por parte da pessoa durante a tentativa de convencê-lo.

- A pessoa não apontará seu dedo para quem está tentando convencer.

- Observe para onde os olhos da pessoa se movem na hora da resposta de sua pergunta, se olhar para cima e à direita, e for destra, tem grandes chances de estar mentindo.

- Observe o tempo de demora na resposta de sua pergunta, uma demora na resposta indica que ela está criando a desculpa, e em seguida verificando se esta é coerente ou não, é natural que uma pessoa que mente não consiga responder automaticamente à uma pergunta.

- A pessoa que mente adquire uma expressão corporal mais relaxada quando você muda de assunto.

- Se a pessoa ficar tranqüila enquanto você a acusa, então é melhor desconfiar, dificilmente as pessoas ficam tranqüilas enquanto são acusadas por algo que sabem que são inocentes, a tendência natural do ser humano é manter um certo desespero para provar que é inocente, por outro lado, a pessoa que mente fica quieta, evitando a todo custo falar de mais detalhes sobre a acusação.

- Quem mente utilizará as palavras de quem o ouve para afirmar seu ponto de vista.

- A pessoa que mente continuará acrescentando informações até se certificar de que você se convenceu com o que ela disse.

- Ela pode ficar de costas para a parede, dando a impressão que mentalmente está pronta para se defender.

- Em relação à história contada, o mentiroso, geralmente, deixa de mencionar aspectos negativos.

- Um mentiroso pode estar pronto para responder as suas perguntas, mas ele mesmo não coloca nenhuma questão.

- A pessoa que mente pode utilizar as seguintes frases para ganhar tempo, a fim de pensar numa resposta ou como forma de mudar de assunto: Por que eu mentiria para você?, De onde você tirou essa idéia?, Por que está me perguntando uma coisa dessas?, Poderia repetir a pergunta?, eu acho que este não é um bom lugar para se discutir isso, podemos falar mais tarde a respeito disso?, como se atreve a me perguntar uma coisa dessas?.

- Ela evita responder, pedindo para você repetir a pergunta, ou então responde com outra pergunta.

- A pessoa utiliza de humor e sarcasmo para aliviar as preocupações do interlocutor.

- A pessoa que está mentindo pode corar, transpirar e respirar com dificuldade.

- O corpo da pessoa mentirosa pode ficar trêmulo: as mãos podem tremer, e se a pessoa estiver escondendo as mãos, isso pode ser uma tentativa de ocultar um tremor incontrolável.

- Observe a voz, ela pode falhar e a pessoa pode parecer incoerente.

- Voz fora do tom: as cordas vocais, como qualquer outro músculo, tendem a ficar enrijecidos quando a pessoa está sob pressão, isso produzirá um som mais alto.

- Engolir em seco: a pessoa que mente pode começar a engolir em seco.

- Pigarrear: Se ela estiver mentindo têm grandes chances de pigarrear enquanto fala com você, a explicação é simples: devido à ansiedade, o muco se forma na garganta e uma pessoa que fala em público, se estiver nervosa, pode pigarrear para limpar a garganta antes de começar a falar.

- Já reparou que quando estamos convictos do que estamos dizendo, nossas mãos e braços gesticulam, enfatizando nosso ponto de vista e demonstrando forte convicção?

As pessoas que mentem não conseguem fazer isso, agora tome cuidado, mesmo assim você pode ser enganado, principalmente por pessoas que acreditam em suas próprias mentiras, que sofrem de Mitomania...

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Tara Vermelha


OM TARE TAM SOHA OM TARE TAM SOHA por carusojv

Este mantra é um dos mais conhecidos no hinduismo e fácil de pronunciar. É uma invocação a Ganapati (outro nome de Ganesha) e serve para remover os obstáculos, tanto materiais como espirituais. Este mantra atua muito rápido, vale a pena experimentar.

domingo, 4 de dezembro de 2011

Analise suas chaves de fenda e seus ursinhos de pelucia...


"Ao contrário de uma ferramenta que usamos e depois jogamos lá no canto, os ursinhos de pelúcia não têm utilidade nenhuma, mas têm um significado especial, a gente tem carinho por eles, guarda num canto especial, por lembrar da pessoa que nos deu, ou por lembrar de algum momento de nossas vidas... A ferramenta só serve pra alguma coisa. Ursinhos têm significado. Pessoas são assim também. Existem pessoas que a gente acha que ama, e na verdade a gnte só tá do lado delas porque elas têm utilidade na nossa vida (é uma chave de fenda, que a gente só procura quando precisa) (...) O amor só é amor quando a gente descobriu que o outro é inútil, porque a gente percebe: 'Você não me serve de nada, mas eu não sei viver sem você!'" 

Padre Fábio de Melo

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

E é assim que tem que ser...


Bons conselhos...

(Clique na imagem para ver em tamanho legível)

Um pouquinho sobre a vida...

‎"Chorar não resolve, falar pouco é uma virtude, aprender a se colocar em primeiro lugar não é egoismo. Para qualquer escolha se segue alguma consequência, vontades efêmeras não valem a pena, quem faz uma vez, não faz duas necessariamente, mas quem faz dez, com certeza faz onze. Perdoar é nobre, esquecer é quase impossível. Quem te merece não te faz chorar, quem gosta cuida, o que está no passado te...m motivos para não fazer parte do seu presente, não é preciso perder pra aprender a dar valor, e os amigos ainda se contam nos dedos. Aos poucos você percebe o que vale a pena, o que se deve guardar pro resto da vida, e o que nunca deveria ter entrado nela. Não tem como esconder a verdade, nem tem como enterrar o passado, o tempo sempre vai ser o melhor remédio, mas seus resultados nem sempre são imediatos."

Uns procuram grandes aventuras, mas há quem encontre felicidade nas pequenas coisas da vida...


terça-feira, 22 de novembro de 2011

Chico...


Teus amigos são as almas que atraíste, com tua própria afinidade. 
Teu destino está constantemente sob teu controle. 
Tu escolhes, recolhes, eleges, atrais, buscas, expulsas, modificas tudo aquilo que te rodeia a existência. 
Teus pensamentos e vontade são a chave de teus atos e atitudes... 
São as fontes de atração e repulsão na tua jornada. 
Não reclames nem te faças de vítima. 
Antes de tudo, analisa e observa. 
A mudança está em tuas mãos. 
Reprograma tua meta, busca o bem e viverás melhor. 
Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um Novo Fim.

Chico Xavier

sábado, 12 de novembro de 2011

Perdendo tempo, perdendo vida, perdendo felicidade...

"O paradoxo do nosso tempo é que temos edificios mais altos e temperamentos mais reduzidos. Estradas mais largas e pontos de vista mais estreitos. Gastamos mais, mas temos menos. Compramos mais,porém desfrutamos menos. Temos casas maiores e famílias menores. Maiores comodidades e menos tempo. Temos mais graduações acadêmicas, porém menos sentido comum. Maior conhecimento, porém menor capacidade de discernir. Mais especialistas, porém mais problemas. Melhor medicina, porém menos bem estar. Bebemos demais, fumamos demais. Desperdiçamos demais, rimos pouco. Dirigimos rapido demais, nos irritamos demais. Nos é revelado muito, mas amanhecemos cansados. Lemos pouco, vemos muita televisão e oramos raramente! Temos multiplicado nossas posses, porém reduzimos nossos valores. Falamos muito,ouvimos muito pouco, amamos menos ainda e odiamos frequentemente. Temos aprendido a ganhar a vida, mas não para viver. Acrescentamos anos a nossa vida, mas não vida a nossos anos. Temos ido á lua,mas é cada vez mais difícil atravessar a rua e encontrar o nosso vizinho. Conquistamos o espaço exterior, porém não o nosso interior. Temos feito grandes coisas, porém não as melhores. Temos limpado o ar, porém contaminamos nossas almas. Dominamos o átomo, mas não nossos preconceitos. Escrevemos mais, porém aprendemos menos. Planejamos mais, porém realizamos menos. Temos aprendido a apreciar, porém não sabemos esperar. Produzimos computadores que processam mais informações, porém nos comunicamos cada vez menos. Estes são tempos de comidas rápidas, e digestão lenta. São tempos de homens de grande estatura e com falta de caratér. De enormes ganâncias economicas e relações humanas superficiais. Existem 2 fontes de renda, porém mais divórcios. Casas luxuosas mas muitos lares desfeitos. São tempos de viagens rápidas, fraldas descartáveis. Moral descartável em uma noite, corpos obesos. E pílulas que fazem de tudo: ALEGRAR, ACALMAR, E ATÉ MATAR. São tempos de janelas que se abrem para lugar nenhum. Tempos em que a tecnologia pode fazer essa carta chegar ate vc. Lembre-se de passar algum tempo com seus entes queridos, pois ninguém estará aqui para sempre. Recorde-se agora de alguém que o admira, porque essa pessoa tão logo poderá estar longe de vc. Lembre-se de abraçar quem vc ama, porque esse é um tesouro que vc pode dar sem nenhum custo. Lembre-se de dizer eu te amo ao seu parceiro e aos seus entes queridos, mas acima de tudo faze-lo SINCERAMENTE."

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

CARTILHA PARA INICIANTES EM PRENDAS DOMÉSTICAS

O papel mais popular que existe na cozinha tem mais utilidade do que apenas ir ao forno.


Afiar tesoura e facaO papel alumínio pode ajudar você a recuperar aquela tesoura ‘cega’ que há tempos está jogada de lado. Pegue um pedaço de papel, amasse e use a tesoura para cortar o papel. Repita o processo até 10 vezes, sua tesoura ou faca irá cortar tudo.
Adeus goteiraApareceu uma goteira e não tem como arrumar no momento? Cubra o furo com papel alumínio. Como ele é impermeável e moldável, irá segurar se a chuva chegar.
Sem cheiro forte na geladeiraNinguém gosta de abrir a geladeira e sentir aquele cheiro forte da cebola que não foi usada, não é? Então cubra a cebola com filme plástico e depois com uma folha de papel alumínio. Além do cheiro não sair, a cebola manterá sua umidade como se tivesse sido cortada no ato que for usar.
Economize ferroQuer economizar ferro de passar, energia e suas mãos? Cubra a mesa de passar roupa com papel alumínio deixando a parte brilhante para cima. Por cima do papel coloque um lençol ou tecido de algodão. O alumínio irá refletir o calor e só de passar um lado da roupa o outro já ficará liso também.
Sem veda-roscao parafuso ou a porca não estão bem encaixados? Enrole papel alumínio. Ele fará a pressão necessária para que fique tudo bem preso.
Achamos a respostaSe você, como muitas pessoas, sempre se pergunta qual o lado do papel alumínio que se deve deixar em contato com os alimentos que vão ao forno, não se preocupe mais! Nós achamos a resposta! O lado correto é o lado mais brilhante por ser também a parte mais lisa. Assim a carne não irá grudar e tudo ficará bem assado.
Na maior limpezaPouca gente usa mas o papel alumínio realmente serve como um ótimo protetor de sujeira no forno e no fogão. Forre o forno e fogão com ele sempre que for assar, fritar ou fazer algo que possa sujá-lo.
Fruta fora da geladeira durando muito tempo – O papel alumínio conserva a umidade natural das frutas, então se não quer mante-las dentro da geladeira você pode envolve-las em papel alumínio que sua duração será tanto quanto se elas estivessem na refrigeração.
Limpa sujeira difícilGrudou no fundo da panela ou na assadeira e não sai? Amasse um pedaço de papel alumínio e esfregue. A sujeira irá se soltar com facilidade.
Cone multiusoPrecisa de um funil ou mesmo de um saco para confeitar? Faça com o papel alumínio. Ele é moldável e impermeável, assim ganha qualquer formato e não suja suas mãos.

A Thousand Years - Christina Perri





Letra lindaaaa.. vale a pena... segue link:
http://letras.terra.com.br/christina-perri/1977486/traducao.html

terça-feira, 8 de novembro de 2011

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Eu sei..



ELE anda cansado das baladas e dos casos furtivos sem sentimentos. Aprendeu a gostar da própria companhia, sem precisar estar em uma turma de amigos todos os sábados. Decidiu que quer um amor verdadeiro… que pode nem ser eterno, mas que traga um sabor doce às suas manhãs, que seja a melhor companhia para olhar a lua. Que ele possa exibir os seus dons na cozinha e o seu conhecimento em vinhos, só para ela.
Quer uma mulher que ele reconheça pelo cheiro dos cabelos, pelo toque dos dedos, pela gargalhada que vai ecoar pela casa transformando um domingo sem graça, no melhor dia da semana. Quer viver uma paixão tranqüila e turbulenta de desejos… quer ter para quem voltar depois de estar com os amigos, sem precisar ficar “caçando” companhias vazias e encontros efêmeros. Quer deitar no tapete da sala e ficar observando enquanto ela, de short jeans, camiseta e um rabo de cavalo, lê um livro no sofá, quer deitar na cama desejando que ela saia do banho com uma lingerie de tirar o fôlego.
Quer brincar de guerra de travesseiros, até que o perdedor vá até a cozinha pegar água. Quer o poder que nenhum dos seus super heróis da infância tiveram… o poder de amar sem medo, sem perigo e sem ir embora no dia seguinte.
Quer provar que pode fazer essa mulher feliz!

ELA quase deixou de acreditar que seria possível ter vontade de se envolver novamente. Foram tantas dores, finais, recomeços e frustrações que pensou em seguir sozinha para não mais se machucar. Então percebeu que a vida de solteira já não está fazendo tanto sentido. Decidiu que quer um amor verdadeiro… que pode nem ser eterno, mas que possa acordá-la com um abraço que fará o seu dia feliz, quer um homem que ela possa cuidar e amar sem receios de que está sendo enganada. Quer a alegria dos finais de semana juntinhos, as expectativas dos planos construídos, o grito de “gol” estremecendo a casa quando o time dele estiver ganhando… a cumplicidade em dividir os segredos.
Quer observá-lo sem camisa, lendo o jornal na varanda… quer reclamar da bagunça no banheiro, rindo e gritando quando ele revidar puxando-a para o chuveiro, completamente vestida.
Quer a certeza de abrir a porta de casa e saber que mesmo ele não estando, chegará a qualquer momento trazendo o brigadeiro da doceria que ela gosta tanto. Quer beijar, cheirar, morder, beliscar e apertar para ter certeza que a felicidade está ali mesmo… materializada nele.
Quer provar que pode fazer esse homem feliz!

ELES estão por aí… sonhando um com o outro… talvez ainda nem se conheçam… mas é só uma questão de tempo, até o destino unir essas vidas que se complementam e estão ávidas para amar e fazer o outro feliz.
Ou alguém duvida que o universo traz aquilo que desejamos?

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Só vale a pena lutar por aquilo que vale a pena possuir...

Pare de carregar a mala dos outros!


Você acredita que carrega malas alheias?
Vamos fazer um exercício?

Como você reage quando seu filho não quer fazer a lição? Ou quando alguém não consegue arrumar a própria mala para a viagem de férias, perde a hora do trabalho com frequência, gasta mais do que ganha… e muitas coisinhas mais que vão fazendo você correr em desvario para tapar buracos que não criou e evitar problemas que não afetam sua vida diretamente?

Não afetam a sua vida, mas afetam a vida de pessoas queridas, então, você sai correndo e pega todas as malas que estão jogadas pelo caminho e as coloca no lombo (lombo aqui cai muito bem, fala a verdade) e a sua mala, que é a única que você tem a obrigação de carregar, fica lá, num canto qualquer da estação.

Repetindo, a sua mala, que é a única que você tem obrigação de carregar, fica lá jogada na estação!

Temos uma jornada e um propósito aqui neste planeta e quando perdemos o foco, passamos a executar os propósitos alheios.

A estrada é longa e o caminho muitas vezes nos esgota, pois o peso da carga que nós nos atribuímos não é proporcional à nossa capacidade, à nossa resistência e o esgotamento aparece de repente.

Esse é o primeiro toque que a vida nos dá, pois, quando o investimento não é proporcional ao retorno, ou seja, quando damos muito mais do que recebemos na vida, nos relacionamentos humanos ou profissionais, é porque certamente estamos carregando pesos desnecessários e inúteis.

Quando olhamos para um novo dia como se ele fosse mais um objetivo a cumprir, chegou a hora de parar para rever o que estamos fazendo com o nosso precioso tempo. O peso e o cansaço nos tornam insensíveis à beleza da vida e acabamos racionalizando o que deveria ser sacralizado.

É o peso da mala que nos deixa assim empedernido.

Quanto ela pesa?

Quanto sofrimento carregamos inutilmente, mágoa, preocupação, controle, ansiedade, excesso de zelo, tudo o que exaure a nossa energia vital.

E o medo, o que ele faz com a gente e quanta coisa ele cria que muitas vezes só existe dentro da nossa cabeça?

Sabe que às vezes temos tanto medo de olhar para a própria vida que preferimos tomar conta da vida dos filhos, do marido, do pai, da mãe… e a nossa mala fica na estação…

O momento é esse, vamos identificar essa bagagem: ela é sua? Ótimo, então é hora de começar uma grande limpeza para jogar fora o lixo que não interessa e caminhar mais leve.

Agora, se o excesso de peso que você carrega vem de cargas alheias, chegou a hora de corajosamente devolvê-las aos interessados.

Não se intimide, tampouco fique com a consciência pesada por achar que a pessoa vai sucumbir ao fardo excessivo. Ao contrário, nesse momento você estará dando a ela a oportunidade de aprender a carregar a própria mala.

A vida assim compartilhada fica muito mais suave, pois os relacionamentos com bases mais justas e equânimes acabam se tornando mais amorosos, sem cobranças e a liberdade abre um grande espaço para a cumplicidade e o afeto.

Onde está a sua mala?

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Z. Baleiro

Ando tão à flor da pele
Qualquer beijo de novela
Me faz chorar
Ando tão à flor da pele
Que teu olhar "flor na janela"
Me faz morrer
Ando tão à flor da pele
Meu desejo se confunde
Com a vontade de nem ser
Ando tão à flor da pele
Que a minha pele
Tem o fogo
Do juízo final...

Estou aqui...



"Sei viver sem você, oficialmente falando. Mas eu não quero, não vou. Eu poderia te dizer aquelas doces mentiras sinceras - 'Você-é-minha-vida', 'Não-sei-o-que-seria-da-minha-vida-sem-você' ou todo esse tipo de porcaria que a gente diz no calor da hora. As pessoas são assim, dizem que não sabem viver sem você. Depois aprendem e esquecem de comemorar contigo. E deixam vazio o lugar que sempre será delas. Eu não, simplesmente estou aqui. De vez em quando entediada, agressiva, mal-humorada, triste, calada e chata. Mas aqui."

sexta-feira, 22 de julho de 2011

A China do Futuro e o Futuro é Hoje


 JÁ PENSOU COMO FICARÁ A CHINA DO FUTURO?


Alguns conhecidos voltaram da China impressionados. Um determinado produto que o Brasil fabrica em um milhão de unidades, uma só fábrica chinesa produz quarenta milhões. A qualidade já é equivalente. E a velocidade de reação é  impressionante. Os chineses colocam qualquer produto no mercado em questão de semanas. Com preços que são uma fração dos praticados aqui. Uma das fábricas está de mudança para o interior, pois os salários da região onde está instalada estão altos demais: 100 dólares. Um operário brasileiro equivalente ganha 300 dólares no mínimo que acrescidos de impostos e benefícios representam quase 600 dólares. Quando comparados com os 100 dólares dos chineses, que recebem praticamente zero benefícios, estamos perante uma escravatura amarela e alimentando-a. Horas extraordinárias? Na China? Esqueça. O pessoal por lá é tão agradecido por ter um emprego que trabalha horas extras sabendo que não vão receber nada  por isso. Atrás dessa "postura" está a grande armadilha chinesa. Não se trata de uma estratégia comercial, mas sim de uma estratégia de "poder" para ganhar o mercado ocidental.
Os chineses estão tirando proveito da atitude dos 'marqueteiros' ocidentais, que preferem terceirizar a produção ficando apenas com o que ela "agrega de valor": a marca. Dificilmente você adquire atualmente nas grandes redes comerciais dos Estados Unidos da América um produto "made in USA." É tudo "made in China", com rótulo estadunidense.
As empresas ganham rios de dinheiro comprando dos chineses por centavos e vendendo por centenas de dólares. Apenas lhes interessa o lucro imediato e a qualquer preço. Mesmo ao custo do fechamento das suas fábricas e do brutal desemprego. É o que pode-se chamar de "estratégia preçonhenta."
Enquanto os ocidentais terceirizam as táticas e ganham no curto prazo, a China assimila essas táticas, cria unidades produtivas de alta performance, para dominar no longo prazo.
Enquanto as grandes potências mercadológicas que ficam com as marcas, com o design, suas grifes, os chineses estão ficando com a produção, assistindo, estimulando e contribuindo para o desmantelamento dos já poucos parques industriais ocidentais.
Em breve, por exemplo, já não haverá mais fábricas de tênis ou de calçados pelo mundo ocidental. Só haverá na China.
Então, num futuro próximo veremos os produtos chineses aumentando os seus preços, produzindo um "choque da manufatura", como aconteceu com o choque petrolífero nos anos setenta. Aí já será tarde demais. Então o mundo perceberá que reerguer as suas fábricas terá um custo proibitivo e irá render-se ao poderio chinês. Perceberá que alimentou um enorme dragão e acabou refém do mesmo.
Dragão este  que aumentará gradativamente seus  preços, já que será ele quem ditará as novas leis de mercado, pois será quem manda,  pois terá o monopólio da produção. Sendo ela e apenas ela quem possuirá as fábricas, inventários e empregos é quem vai regular os mercados e não os "preçonhentos."
Iremos, nós, os nossos filhos e netos assistir a uma inversão das regras do jogo atual que terão nas economias ocidentais o impacto de uma bomba atômica chinesa. Nessa altura em que o mundo ocidental  acordar será muito tarde. Nesse dia, os executivos "preçonhentos" olharão tristemente para os esqueletos das suas antigas fábricas, para os técnicos aposentados jogando baralho na praça da esquina e chorarão sobre as sucatas dos seus parques fabris desmontados. E então lembrarão, com muita saudade, do tempo em que ganharam dinheiro comprando "balatinho dos esclavos" chineses, vendendo caro suas "marcas- grifes" aos seus conterrâneos. E então, entristecidos, abrirão suas "marmitas" e almoçarão as suas marcas que já deixaram de ser moda e por isso, deixaram de ser poderosas pois foram todas copiadas.
REFLITAM E COMECEM A COMPRAR OS PRODUTOS DE FABRICAÇÃO NACIONAL, FOMENTANDO O EMPREGO EM SEU PAÍS, PELA SOBREVIVÊNCIA DO SEU AMIGO, DO SEU VIZINHO E ATÉ MESMO DA SUA PRÓPRIA E DE SEUS DESCENDENTES.


(Luciano Pires é diretor de marketing da Dana e profissional de comunicação)






 Li por várias vezes a matéria e fiquei preocupadíssimo porque estamos cansados de saber que a concorrência entre os grandes países já se tornou uma batalha de vida ou morte. E quem nao estiver naturalmente preparado para esse embate, será certamente engolido.
Sabemos que os chineses não brincam quando o assunto versa sobre desenvolvimento e preservaçao de sua história. É um povo extremamente inteligente e trabalhador e prima por sua cultura e filosofia de vida. A sua estratégia é lutar contra o mundo ocidental de uma forma sutil, mas capaz de engolir a todos num piscar de olhos.
Vi recentemente o primeiro ministro da china, face a grande e grave crise porque atravessa os EUA, dizer que não tem conversa com a grande potência em matéria de inadimplência. Parece-me que a dívida externa global é de 20%. Quem diria!!! E não param de adquirir empresas famosas no mundo, como a sueca Volvo e outras.
O que mais me preocupa com esse crescimento gigantesco é que está implantando as suas próprias marcas para impor amanhã os seus produtos. Com certeza, desaparecerá em pouco tempo o convívio salutar da livre concorrência. E quem se habilitará em concorrer com êles? Nós, os EUA,mergulhados numa dívida brutal? Sai da frente!!!
Ademais, sabemos que a sua tecnologia de ponta se expande e se moderniza num piscar de olhos, em detrimento do andar de carruagem que temos no nosso País, com esses nossos governantes e parlamentares corruptos. Ainda por cima disso tudo, sabemos do preparo dos nossos profissonais formados por faculdades defasadas e sucateadas, com os professores totalmente desmotivados pela péssima remuneraçao.
Me preocupo sobremaneira com o nosso País mas, precisamente, com o futuro dos nosso netos e bisnetos.
Vamos, portanto, ter a coragem civica de denunciar tudo isso e gritar e sacudir essa poeira destrutiva que nos amedontra e que ganha a força de uma tsunami.
 Marcelo Cerqueira
 

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Pra quem ama cultura e cinema... Documentario Show de bola.... ;)




"Zagati" é um documentário dramatizado que narra o cotidiano do catador de papel José Luis Zagati. Amante do cinema, ele retira do lixo material suficiente para construir um "cineminha" em sua própria garagem, levando cultura a sua comunidade, em Taboão da Serra-SP. O filme ganhou vários prêmios em festivais. 

http://www2.camara.gov.br/tv/materias/OLHARES/184408-ZAGATI-E-E-BOI-(DIRETORES-NEREU-CERDEIRA-E-EDUARDO-FELISTOQUE).html

segunda-feira, 27 de junho de 2011

"Estamos com fome de amor..." Arnaldo Jabor


O que temos visto por aí??? 
Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros e transparentes.

Com suas danças e poses em closes ginecológicos, cada vez mais siliconadas, corpos esculpidos por cirurgias plásticas, como se fossem ao supermercado e pedissem o corte como se quer... mas???

Chegam sozinhas e saem sozinhas...
Empresários, advogados, engenheiros, analistas, e outros mais que estudaram, estudaram, trabalharam, alcançaram sucesso profissional e, ...sozinhos...
Tem mulher contratando homem para dançar com elas em bailes, os novíssimos "personal dancer", incrível.

E não é só sexo não!

Se fosse, era resolvido fácil, alguém duvida?
Sexo se encontra nos classificados, nas esquinas, em qualquer lugar, mas apenas sexo!
Estamos é com carência de passear de mãos dadas, dar e receber carinho, sem necessariamente, ter que depois mostrar performances dignas de um atleta olímpico na cama... sexo de academia...

Fazer um jantar pra quem você gosta e depois saber que vão "apenas" dormir abraçadinhos, sem se preocuparem com as posições cabalísticas...
Sabe essas coisas simples, que perdemos nessa marcha de uma evolução cega.
Pode fazer tudo, desde que não interrompa a carreira, a produção...
Tornamo-nos máquinas, e agora estamos desesperados por não saber como voltar a "sentir", só isso, algo tão simples que a cada dia fica tão distante de nós...
Quem duvida do que estou dizendo, dá uma olhada nos sites de relacionamentos "ORKUT", "PAR-PERFEITO" e tantos outros, veja o número de comunidades como: "Quero um amor pra vida toda!", "Eu sou pra casar!"
até a desesperançada "Nasci pra viver sozinho!"
Unindo milhares, ou melhor, milhões de solitários, em meio a uma multidão de rostos cada vez mais estranhos, plásticos, quase etéreos e inacessíveis, se olharmos as fotos de antigamente, pode ter certeza de que não são as mesmas pessoas, mulheres lindas se plastificando, mutilando-se em nome da tal "beleza"...

Vivemos cada vez mais tempo, retardamos o envelhecimento, e percebemos a cada dia mulheres e homens com cara de bonecas, sem rugas, sorriso
preso e cada vez mais sozinhos...
Sei que estou parecendo o solteirão infeliz, mas pelo contrário...
Pra chegar a escrever essas bobagens?? (mais que verdadeiras) é preciso ter a coragem de encarar os fantasmas de frente e aceitar essa verdade de cara limpa...
Todo mundo quer ter alguém ao seu lado, mas hoje em dia isso é julgado como feio, démodê, brega, famílias preconceituosas...

Alô, gente!!! Felicidade, amor, todas essas emoções fazem-nos parecer ridículos, abobalhados....

Mas e daí? Seja ridículo, mas seja feliz e não seja frustrado... "Pague mico", saia gritando e falando o que sente, demonstre amor...
Você vai descobrir mais cedo ou mais tarde que o tempo pra ser feliz é curto, e cada instante que vai embora não volta mais...

Perceba aquela pessoa que passou hoje por você na rua, talvez nunca mais volte a vê-la, ou talvez a pessoa que nada tem a ver com o que imaginou mas que pode ser a mulher da sua vida... E, quem sabe ali estivesse a oportunidade de um sorriso a dois...
Quem disse que ser adulto é ser ranzinza ?

Um ditado tibetano diz: "Se um problema é grande demais, não pense nele... e, se ele é pequeno demais, pra quê pensar nele?"
Dá pra ser um homem de negócios e tomar iogurte com o dedo, assistir desenho animado, rir de bobagens e ou ser um profissional de sucesso, que adora rir de si mesmo por ser estabanado...
O que realmente não dá é para continuarmos achando que viver é out... ou in...
Que o vento não pode desmanchar o nosso cabelo, que temos que querer a nossa mulher 24 horas, maquiada, e que ela tenha que ter o corpo das frutas tão em moda, na TV, e também na playboy e nos banheiros, eu duvido que nós homens queiramos uma mulher assim para viver ao nosso
lado, para ser a mãe dos nossos filhos, gostamos sim de olhar, e imaginar a gostosa, mas é só isso, as mulheres inteligentes entendem e compreendem isso.

Queira do seu lado a mulher inteligente: "Vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois, ou quem sabe os dois, vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo, tenho certeza de que vou me
arrepender pelo resto da vida"...

Porque ter medo de dizer isso, porque ter medo de dizer: "amo você", "fica comigo", então não se importe com a opinião dos outros, seja feliz!

Antes ser idiota para as pessoas, que infeliz para si mesmo!
Para ler, divulgar e . . . Praticar !

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Há pensamentos que são orações. Há momentos nos quais, seja qual for a posição do corpo, a alma está de joelhos.

terça-feira, 10 de maio de 2011

Nojentas, asquerosas e indesejadas Baratas!




Dicas para Matar e Afastar Baratas

Siga estas dicas que previne a infestação de baratas e que espanta as existentes em sua casa, seja no quarto, cozinha, banheiro e sala.

Limpeza - Manter a casa limpa é o primeiro passo para evitar baratas, livre-se delas mantendo limpa a cozinha, mais especificamente as prateleiras, as bancadas e até o chão.

Folhas de Louro - Afasta e evita o retorno de insetos, entre eles as baratas domésticas e francesinhas. Coloque algumas folhas de louro nos cantos da casa, use-as em todos os cômodos: sala, quartos, cozinha e banheiro, isso funciona para afastar as baratas.

Óleos Essenciais de Eucalipto e Alecrim - Baratas não suportam o cheiro destes óleos. Pingue algumas botas em um chumaço de algodão e espalhe pelos lugares onde o inseto aparece com mais frequência.

A cada dois dias, pingue mais algumas gotas para manter as baratas longe de sua residência permanentemente.

Ralos - Esta é uma das principais fontes de entrada de baratas em casa. Para evitar que elas entrem pelo ralo, tampe-os com grelhas.

Estas são dicas para afastar as baratas de sua casa, funcionam e evitam dor de cabeça, mas se sua casa já está infestada, principalmente com a barata francesinha, que é uma verdadeira praga, você precisa de medidas mais eficazes para matá-las.




Como Matar Baratas Francesinhas - Eliminar Baratas Domésticas

Aprenda como matar baratas domésticas (grande) e eliminar baratas francesinha (pequena, mas com grande taxa de reprodução). Não, não é na chinelada hehehe, nem usando inseticidas que fazem mal à saúde. Você vai usar uma receita caseira para matar as baratas, um remédio fabricado em casa que funciona para exterminar as baratas de esgotos e a asquerosa francesinha.

4 colheres de sopa de bórax - Compre em farmácias

2 colheres de sopa de chocolate em pó

2 colheres de sopa de farinha de trigo

Misture os ingredientes e coloque em locais onde as baratas costumam aparecer. Elas todas irão morrer com este remédio caseiro que é um veneno poderoso para matar as baratas francesinhas e erradicar de vez as baratas domésticas.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

http://peppertouch.wordpress.com/page/6/

domingo, 1 de maio de 2011

O jeito estúpido masculino de ser


Os homens são pateticamente previsíveis.
Eles podem ser diferentes no estilo, na inteligência, no gosto musical..mas quando se trata de mulher...
É possível, sem muito esforço definir o comportamento de um cachorro -independentemente da raça - de um peixe, de uma ave... pq esses animais assim como os homens, seguem um padrão de comportamento previsível e característico da espécie.
A raça masculina em geral tem o dom de dissimular interesse, tem o dom de mentir...
É muito simples entender os homens...
Eles jogam charme, dizem coisas maravilhosas, são agradáveis e divertidos...até fazem vc se sentir especial...mas no dia seguinte eles esquecem que te conhece...na verdade eles ate esquecem que vc é um ser humano e não conseguem te tratar com a mesma educação que ele trata um desconhecido que pede informação na rua...
São tão comuns...
Não tenho mais paciência pra isso, esse comportamento tão comum me cansa, não sinto vontade de réplica alguma, porque seria o mesmo que pedir ao meu cachorro pra usar garfo e faca.
E não é que as mulheres se apaixonem, apenas tentamos acreditar que ainda há esperança, o problema é que vcs esfregam na nossa cara que é impossível!
Dentro de tantos iguais, como é possível gostar de 1 em especial? 




Adelyne Cerqueira

sábado, 16 de abril de 2011

Do livro do Desasossego - Fernando Pessoa (Bernardo Soares)


De repente, como se um destino médico me houvesse operado de uma cegueira antiga com grandes resultados súbitos, ergo a cabeça, da minha vida anónima, para o conhecimento claro de como existo. E vejo que tudo quanto tenho feito, tudo quanto tenho pensado, tudo quanto tenho sido, é uma espécie de engano e loucura. Maravilho-me do que consegui não ver. Estranho quanto fui e que vejo que afinal não sou.
Olho, como numa extensão ao sol que rompe nuvens, a minha vida passada; e noto, com um pasmo metafísico, como todos os meus gestos mais certos, as minhas ideias mais claras, e os meus propósitos mais lógicos, não foram, afinal, mais que bebedeira nata, loucura natural, grande desconhecimento. Nen sequer representei. Representaram-me. Fui não o actor, mas os gestos dele.

sábado, 2 de abril de 2011

Javier Moro in As Montanhas de Buda .

Felicidade possível...
Sem amor, sem compaixão, não há felicidade possível. E o amor nasce na paz do espírito. O bem estar material não é suficiente para alcançar a felicidade, se não for acompanhado por um desenvolvimento espiritual.

sexta-feira, 25 de março de 2011

sexta-feira, 18 de março de 2011

O melhor momento...



Os fardos que carregamos, do que são fruto? As situações constrangedoras que vivenciamos, por que se manifestam? As lutas, no que se baseiam? As perguntas e perspectivas, de onde vêm? O que fazer, quando tudo se desfaz?

Afirmamos a vida por suas qualidades. Mas o que vem a ser a vida? Afirmamos os prazeres e alegrias do mundo, mas habitamos reinos diários de medo e insegurança. Pisamos um chão que treme.

Temos olhos, mas o que estamos observando? Temos ouvidos, mas o que estamos ouvindo? Uma boca, sobre o que estamos falando? Vivemos num mesmo planeta, mas muitas são nossas moradas.

Entretanto, mal podemos sair de nossas frágeis fortalezas. Vivemos em uma sociedade urbana, planejada para dominar, controlar, assegurar, reter. Nossa economia é uma de saque. Somos ricos miseráveis e nos comportamos gananciosamente, mesmo quando falamos por muitos.

O Anticristo não é uma pessoa. O Anticristo é o apego. Não fomos expulsos do paraíso, mas o perdemos porque nos perdemos. Pensamos estar livres, mas apenas caminhamos pelos corredores da prisão.

As informações que nos chegam contam sobre um mundo em pane. Os ecossistemas que sustentam a vida estão em frangalhos. A fantástica promessa do messianismo tecnológico nunca se cumpriu, mesmo no Japão.

O mundo aparece tremendo, e irrompe vulcânico para nos despertar de nosso sono profundo. A sensação de paz é um breve intervalo entre confrontos. Os problemas rugem com uma desconcertante fúria titânica. A morte aproxima-se de quem amamos.

Recorremos uns aos outros – o que fazer? Nos momentos de crise, os pontos de mutação, encontramos o melhor e o pior de nossa humanidade básica. E quem poderia nos salvar de nós mesmos? E onde mais poderíamos ir para nos guardar de nossas confusões?

Nossas respostas são condicionadas pelo tempo, pelo espaço, pela cultura. Nossas respostas são condicionadas por visões e perspectivas. Podemos aprender uns com os outros? Podemos despertar para as necessidades de nossos inimigos e desconhecidos?

Nunca é tarde demais, pois o tempo é nosso refém. E se nos aparece que o tempo urge, não seria mais preciso lembrar que nos urgimos o tempo? Entretanto, mal conseguimos parar, pois nos condenamos a preencher o espaço. Somos redutores da amplidão.

Podemos desistir das coisas e mesmo das pessoas e até de nós mesmos. Mas como desistir do que somos? Carregamo-nos mesmo em nossos suicídios, pois a morte não representa aniquilação. Não podemos fugir de nossas consciências, e da clareira de onde ela brota.

Nossas preocupações condicionam nosso dia, mas não sabemos nada sobre a natureza delas. Não procuramos conhecer suas causas, ver como somos fisgados por elas, observar como tingem nossa percepção da realidade, maculando todas as nossas relações.

Os problemas do mundo são os problemas que vemos do mundo, e que causamos através de nossa participação de formiguinha. É admirável que este mesmo mundo apresente as soluções, e que tenhamos em nós, individual e coletivamente, as inteligências necessárias para compreendê-lo.

Compreender o mundo é um processo de auto-conhecimento, pois onde começa o mundo senão em nós mesmos, em nossa subjetividade pessoal e coletiva. A solidão é uma miragem. A distância, uma ilusão. A separação conceitual e política é desafiada e transcendida pelos influxos da interdependência básica, que nos une, reúne e transcende.

Este é o melhor momento.



(Breno Xavier)

terça-feira, 8 de março de 2011

domingo, 6 de março de 2011

Onde anda você???...


E por falar em saudade
onde anda você
onde andam seus olhos que a gente não vê,
onde anda esse corpo
que me deixou louco de tanto prazer. 

E por falar em beleza
onde anda a canção
que se ouvia
na noite dos bares de então,
onde a gente ficava,
onde a gente se amava,
em total solidão.
Hoje saio da noite vazia,
numa boemia sem razão de ser.
Da rotina dos bares,
que apesar dos pesares,
me trazem você.
E por falar em paixão
da razão de viver,
você bem que podia me aparecer
Nesses mesmos lugares,
na noite nos bares,
onde anda você...

sábado, 5 de março de 2011

Sonho de Icaro - Byafra



Voar, voar
Subir, subir
Ir por onde for
Descer até o céu cair
Ou mudar de cor
Anjos de gás
Asas de ilusão
E um sonho audaz
Feito um balão...
No ar, no ar
Eu sou assim
Brilho do farol
Além do mais
Amargo fim
Simplesmente sol...
Rock do bom
Ou quem sabe jazz
Som sobre som
Bem mais, bem mais...
O que sai de mim
Vem do prazer
De querer sentir
O que eu não posso ter
O que faz de mim
Ser o que sou
É gostar de ir
Por onde, ninguém for...
Do alto coração
Mais alto coração...
Viver, viver
E não fingir
Esconder no olhar
Pedir não mais
Que permitir
Jogos de azar
Fauno lunar
Sombras no porão
E um show vulgar
Todo verão...
Fugir meu bem
Pra ser feliz
Só no pólo sul
Não vou mudar
Do meu país
Nem vestir azul...
Faça o sinal
Cante uma canção
Sentimental
Em qualquer tom...
Repetir o amor
Já satisfaz
Dentro do bombom
Há um licor a mais
Ir até que um dia
Chegue enfim
Em que o sol derreta
A cera até o fim...
Do alto, coração
Mais alto, coração...